Arquivo da categoria “Brasil”

Por que a Gafisa vai mal?

fachada-gafisa-construtora-1996-size-598

Um construtora gigantesca vai mal. Em 2012 o prejuízo da companhia foi de 120 milhões – muito menos do que o prejuízo de 1 bilhão de em 2011. Aí qualquer um que vê a cena se pergunta: mas por quê?

Pois bem: ano passado mesmo com o prejuízo estrondoso de 120 milhões, os executivos receberam mais de 90 milhões entre bônus e opções de ações. E no primeiro trimestre desse ano, com prejuízo de 55 milhões, os executivos angariaram 15 milhões.

O comportamento fez a gestora de fundos Rio Bravo desinvestir seu capital na empresa com a emblemática pergunta:

“Afinal, quais são as métricas que norteiam a companhia?”

O comportamento dos executivos da Gafisa é um exemplo claro da falta de qualidade de gestão da maioria das empresas que estão na bolsa brasileira. Enquanto os acionistas arcam com prejuízos milionários, os engravatados garantem seus gordos “bônus” por um desempenho lamentável.

Some essa história com a decadência das empresas X e terá incompetência pura, e a prova matemática de que o Brasil, desde que foi “descoberto”, é apenas uma terra para ser explorada até o último tijolo.

Protesto contra Cabral no RJ ganha força

Enquanto o resto do país esfria, no Rio de Janeiro os protestos continuam, em menor número, mas fazendo mais barulho no ouvido dos governantes. O Governador Sérgio Cabral é o alvo, na noite desta quarta-feira. Mais de 700 pessoas fazem coro na frente do seu apartamento no Leblon, o famoso metro quadrado mais caro do Brasil.

Além dos gritos de ordem, os manifestantes projetaram imagens direto na sacada do apartamento de Cabral. O condomínio que provavelmente se orgulhava de ter como morador o governador do Rio de Janeiro, hoje arrepende-se de morar próximo dele.

No Facebook, o jornal Estadão publicou uma foto e noticiou que os vizinhos de Cabral estão revoltados: ‘Estão cerceando meu direito de ir e vir’.

BPaoD1_CIAAoGH0

Promotores do Ministério Público e 15 advogados acompanham as manifestações para dar qualquer suporte necessário aos manifestantes e registrar possíveis abusos da Polícia Militar.

Oficialmente, a declaração do governador é que essas manifestações são coisas da oposição. Nós do Novo Mundo achamos que o fato do Senhor Governador morar no Leblon diz muito mais coisas que o próprio tenta falar nas suas declarações.

Dilma vaiada durante abertura da Copa das Confederações

O Presidente da FIFA perguntou para a Dilma se os brasileiros não tinham educação, então Dilma respondeu “Não investi nisso!”.

Postado em 15/6/2013 • por Leo Carlos Comments Off

Arnaldo Jabor e Cláudia Riecken sobre os Protestos em SP

Jabor dá sua opinião sobre os protestos

Cláudia responde:

A internet nos coloca em posição de responder. Taí mais um exemplo.

Postado em 15/6/2013 • por Leo Carlos Comments Off

Entenda porque o dinheiro dos juros da dívida pública não é como a esmola do Bolsa Família

Acabo de ler um texto do Sakamoto afirmando que o dinheiro dado aos ricos os torna vagabundos. Ele compara os rendimentos da dívida dos títulos do Tesouro Nacional ao programa Bolsa Família para refutar o argumento “dar dinheiro aos pobres os tornariam vagabundos”.

Olhando assim sem atenção parece bacana o insight porque os pobres estariam mais uma vez sendo oprimidos pela pesada bunda do Capital – assunto que dá muito ibope, inclusive um cara conseguiu ser presidente se aproveitando dessa ladainha, acredita?

Mas somos atentos à burrice.

Então que o dinheiro dos juros da dívida são entregues assim de graça, dado a quem pede (aos que tem carterinha de rico na associação dos ricos, é óbvio, nem todo mundo pode ser deste clube).

Não? Não funciona assim!? Nananinanão.

Os juros são pagos aos que detêm os títulos da dívida pública, e para ter um título é necessário comprar. Para comprar qualquer coisa, é necessário ter dinheiro acumulado. Para ter dinheiro acumulado é necessário acumular dinheiro ganho. Para ganhar dinheiro, é necessário trabalhar.

Mas ora Slonik, os porcos capitalistas não trabalham, eles exploram o trabalho alheio!

Trabalho não é somente braçal, amigo. Se você trabalha no nível braçal é porque:

  1. prefere não ter preocupações
  2. não tem capacidades de desenvolver um trabalho de nível mais alto

Trabalho braçal é fácil.

Mas ai, Slonik, levantar pedra na construção não é fácil!!!

Vou então explicar de outra forma: quantas pessoas sabem levantar pedras e quantas pessoas sabem projetar um prédio?

De 100 pessoas, 98 só sabem levantar pedras e 2 sabem qual é a organização ideal para que as pedras sirvam a um objetivo. Qual tem mais VALOR? Escolha 5 pessoas para construir um prédio: 5 que levantam pedras? Você não terá um prédio. Entendeu? Saber é muito mais difícil, saber é mais raro, e por isso, tem mais valor.

Voltando: trabalho braçal é pago com menos dinheiro porque tem mais gente que sabe fazer. Logo, aqueles que sabem organizar o trabalho braçal para atingir um objetivo são remunerados com muito mais, porque sem eles, não existe maneira possível de se atingir um objetivo. NÃO EXISTE MESMO. (ou talvez exista: EXTRATERRESTRES)

Então aqueles que trabalham recebem dinheiro (menos ou mais).

Ambos podem acumular dinheiro. Para o que recebe menos é muito mais difícil, porque ele precisa gastar quase todo seu dinheiro para viver. O que recebe mais pode acumular mais, mas somente se não gastar tudo o que ganha para viver.

Agora o pobre e o rico conseguiram acumular dinheiro e podem comprar títulos da Dívida Pública. Ambos irão receber juros, fruto do seu trabalho e da sua economia.

* *

O outro lado da comparação efetuada pelo carinha lá, é o Bolsa Família. Segundo ele, os ricos e os “classe média sofre” dizem que os pobres que recebem o Bolsa Família se tornam vagabundos. É óbvio que é inverdade, ele nem deveria cair na besteira de responder um argumento imbecil como este (mas isso é querer demais, afinal, imbecilidade é a especialidade dele).

O Bolsa Família distribui renda aos que não tem NENHUMA. Você dá condições de alguém sobreviver, não morrer de fome. É válido. Entretanto, esse país é corroído pela corrupção, e o dinheiro do Bolsa Família, assim como dinheiro de investimentos, de custeio de saúde e todos os outros dinheiros, são desviados de todo jeito possível pelo povo e governo corruptos que compõe esse país.

Enfim, considerando só o Bosla Família e sua intenção: que se dê dinheiro mesmo aos que não querem trabalhar. Sobrevivam mesmo sem esforço pois é assim que a sociedade decidiu que será.

Só não venham querer dar mais benefícios, dar casa, dar gás, dar uma boa vida sem que o cidadão precise trabalhar. Todos precisam contribuir para o crescimento da sociedade, e aqueles que não nasceram em berço de ouro (como eu e provavelmente você; afinal somos a maioria) tem que se virar com as parcas oportunidades que tem, e lutar para melhorar e dar um berço melhor para seus filhos.

É com trabalho que teremos indivíduos de respeito no Brasil, e não com esmolas do governo que remontam ao paternalismo de coronéis do passado.

Os juros da dívida não são dinheiro dado como a esmola do bolsa família. Sakamoto está errado (quase sempre está, sem surpresas aqui).

Postado em 13/5/2013 • por Leo Carlos Comments Off